CANADÁ REJEITA LEGITIMIDADE DO SEGUNDO MANDATO DE NICOLÁS MADURO

IMAGEM: CMC
IMAGEM: CMC

O Canadá juntou-se aos Estados Unidos e a 17 governos latino-americanos que rejeitam a legitimidade do novo governo de Nicolás Maduro, na Venezuela.

A cerimónia de posse do segundo mandato de Maduro decorreu esta quinta-feira.

O Canadá diminuiu as relações diplomáticas com a Venezuela e impôs sansões a 70 autoridades do regime.

Desde 2015, a crise política e económica na Venezuela já forçou 3 milhões de pessoas a deixar as casas em busca de alimentos, cuidados de saúde e outros serviços básicos.

O Canadá ofereceu 2,2 milhões de dólares em assistência humanitária à Venezuela que é membro do Grupo de Lima.

Muitos países da América Latina e Europa desprezaram a tomada de posse de Maduro, mas os presidentes socialistas de Cuba e da Bolívia marcaram presença e demonstraram apoio.