ARCOMADRID QUER DAR DESTAQUE À FIGURA DO ARTISTA

LusaLisboa, 12 fev 2020 (Lusa) — A 39.ª Feira de Arte Contemporânea ARCOmadrid, que começa no dia 26, em Espanha, dá maior visibilidade e notoriedade à figura do artista, com quase metade das galerias participantes a apresentarem programas focados apenas em um ou dois criadores.

“Uma das apostas da nova direção foi dar uma maior visibilidade e notoriedade à figura do artista, daí que se encontre, tanto no programa geral como nos programas comissariados, espaços que apostam na obra de um só artista ou no diálogo entre dois autores”, referiu o diretor-geral da IFEMA (Feria de Madrid), entidade organizadora da ARCOmadrid, Eduardo López-Puertas, hoje em conferência de imprensa, em Lisboa.

Segundo o responsável, são “cerca de 40%”, das 209 que participam na edição deste ano, as galerias com programas focados na apresentação de um ou dois artistas”.

Eduardo López-Puertas recordou que esta é “uma linha iniciada em edições anteriores, mas que atinge todo o seu esplendor nesta edição, evidenciando assim um dos traços distintivos da ARCOmadrid em relação a outras grandes feiras internacionais”.

A ARCOmadrid 2020 vai reunir 210 galerias de 30 países, entre elas 13 de Portugal, entre 26 de fevereiro e 01 de março, sob o tema “É só uma questão de tempo”, anunciou a organização em novembro.

JRS (AG) // TDI

Lusa/fim